Balanço geral – O lado bom e o ruim de 2015

11 de dezembro de 2015 / blog

Balanço Geral de 2015

*imagem: fourteenmemories.tumblr.com

Dezembro chegou mais rápido do que nunca. E sem delongas, 2015 não foi um bom ano. Perdi uma amiga que eu tinha como uma irmã, vi minha outra amiga perder a irmã, tive que me despedir do meu amigão, Boby. Tive uma alergia do baralho. Duas vezes até descobrir que era por causa de um hidratante (sux).

Apesar de tudo, de alguns planos adiados, de saudades sem fim, o ano teve seu lado bom. Motivos para eu não querer simplesmente apagar 2015 da memória. Foi um ano de realizações, E isso me faz muito feliz. Como é bom quando a gente faz o que gosta e alcança nossos objetivos! Nosso apê, um novo emprego. Novas amizades. Metas de leituras vencidas, tempo aproveitado. Vou terminar o ano feliz com um equilíbrio que batalhei (e muito!) para alcançar durante o ano.

Em agosto eu escrevi 101 coisas para fazer em 1001 dias a partir de outubro. Me alegro em ver esta lista e constar que muitas coisas já estão riscadas.

2015 me ensinou a continuar. A aproveitar o que me faz bem e dar um chega pra lá no que me chateia.
Podia dizer que espero muitas coisas neste 2016, mas tudo se resume em uma: ser feliz.

Boas festas a todos.
Que você faça o seu 2016, inesquecível :)

2015, capítulo novo.

03 de abril de 2015 / blog

Arrumar a casa (o blog) não é uma tarefa fácil. Quando a gente tem uma história, um archive cheiro de memórias é muito fácil de expressar uma opinião, publicar mais um post. A gente se sente em casa. Contar as coisas sem meu histórico, sem as companhias de sempre é mais difícil.
Dediquei estes últimos dias para o DM, na tentativa de deixar este lugar que um dia foi tão meu, um pouco mais agradável de escrever. Layout simples, não menos confortável daqueles tantos que um dia eu fiz.
2015 está sendo um ano de mudanças. Mudanças que exigem esforço, dedicação e desapego.
E nada melhor que estar de volta a velha casa para preencher este histórico quase vazio.

Projeto Castle, done.

02 de novembro de 2014 / cult

Castle

Esses dias,  minha cunhada e eu conversávamos sobre assuntos para postar, ou melhor, na falta de assunto. Lembro que comentei com ela que podemos falar sobre qualquer coisa, mas confesso que eu mesma desde que decidi voltar com o blog ainda não tinha me animado a escrever.

Foi então que parei para lembrar como coisas do cotidiano sempre me inspiravam a escrever, detalhes, pessoas, coisas. Tudo sempre foi fonte de inspiração suficiente para divagar alguns parágrafos sobre praticamente qualquer coisa.

De maio pra cá, eu comecei a trazer de volta ao meu cotidiano coisas que eu gosto mas que por alguma coisa eu parei de fazer. Eu estava jogando alguns dvds de backups antigos, revisando-os, e encontrei uma imagem de post que nunca foi ao blog. “Projeto Férias”.

Fiz muitas coisas legais de 2011 pra cá, mas aquela lista praticamente ficou para trás. Eu nunca li o livro, não terminei de ver a temporada do seriado, alguns até cancelados foram e até vendi a conta online do game que eu jogava. Foi assim que eu iniciei a maratona de Castle e finalmente venci todo o fim da 5ª e a 6ª e retomei os bons costumes de ler sempre-que-possível.

Hello again

15 de outubro de 2014 / blog


Tantas coisas aconteceram nestes últimos anos que o blog acabou se tornando uma atividade secundária até que simplesmente passou a não fazer mais parte do meu cotidiano. Embora eu sempre estivesse com o servidor online, um layout bonitinho, sempre escrevia textos que não postava, por falta de tempo ou vergonha. Com o tempo o blog foi deixando saudades. Sentia um aperto, uma certa tristeza sempre que eu lembrava como era bom compartilhar ideias, bobagens e coisas do cotidiano neste blog ou o quanto eu me identificava com ele.
Foi com este sentimento que eu decidi voltar, e com grande pesar eu percebi que meus posts haviam sido apagados no dia seguinte ao que eu me programei para fazer backup.
Com sorte eu tinha o app do WordPress na minha tablet e antes de ligar o wi-fi dela novamente, eu pude salvar vários dos últimos posts, mas todo o resto se foi. As histórias, fanfictions, as crônicas.

Então, o Dangerous Mind está de volta. De mansinho, sem frescura.